terça-feira, 25 de julho de 2017

Nós, os inocentes!

Meu assunto hoje era outro, mas como ando bem cansado, prefiro guardar minhas energias para falar de assuntos mais razoáveis, ao menos. Tenho a impressão que a sociedade como um todo está em modo inerte, achando que a qualquer momento as coisas vão, num estalo, tomar o rumo e fazer melhorar a vida.

Como somos inocentes, nós, os brasileiros.

***

O que vou dizer parece chover no molhado, mas é a realidade. O aumento dos combustíveis é para custear as emendas parlamentares liberadas e a distribuição de cargos realizada pelo governo federal para abafar a denúncia criminal contra o presidente da república e outras acusações de um governo que, talvez, terminará antes mesmo de ter começado.
Felizes, por ora, quase todos. Menos os bobos. E por que são bobos?

Pois é!

***

Tivesse escrito este texto na sexta-feira, estaria aqui destilando acidez. Talvez tenha sido melhor assim. Tem sido difícil, afinal, falar verdades. Não pelo ato de dizer, mas pela intolerância e burrice daqueles que não gostam de verdades.

É melhor a ilusão.

Pobres inocentes!

***

Só eu que acho que este mês de julho, neste 2017, tá bastante insosso?

***

E vida que segue porque segue a vida.

Compreende?

Boa semana a todos.

sexta-feira, 21 de julho de 2017

Abrindo cancha pro Rio Grande

Não poderia ser diferente na postagem de hoje, senão para parabenizar o GRUPO RODEIO pela brilhante conquista alcançada na última quarta-feira, dia 19.

O conjunto de São Leopoldo, liderado pelo grande Régis Marques, ganhou o título de melhor grupo regional, no 28º Prêmio da Música Brasileira. A solenidade ocorreu no Teatro Municipal da cidade do Rio de Janeiro.

Mais uma vez, Régis Marques empunhando a Bandeira do Rio Grande e valorizando o que é nosso.



Parabéns, Grupo Rodeio!

***

Lamentei a morte do jornalista Paulo Sant'Ana. Obviamente o tempo em que o meu Internacional estava em baixa era terrível sorver suas ironias e deboches.

Mas com o passar do tempo passei a repeitar a sua forma de ver a vida. Ele era dum tempo em que se podia dizer as coisas sem receber em troca esse falso moralismo pregado na sociedade atual.

Fará falta o personagem Paulo Sant'Ana para expor as mazelas do nosso cotidiano.

***

To meio por fora da agenda gaudéria, portanto, hoje não poderei anunciar os fandangos da região.

***

Aumento nos combustíveis? Piada e assunto para semana que vem.

Bom final de semana a todos!

quarta-feira, 19 de julho de 2017

O mundo véio tá virado.

Quebrei geada hoje pela manhã em Novo Hamburgo, algo pouco comum na cidade, admito. Segunda-feira, vi neve em São Chico, embora por pouco tempo. O que teve mais foi a chuva congelada. Promete-se, todavia, a volta dos dias amenos beirando o calor para semana que vem, isso em pleno inverno.

O mundo véio tá virado!

Vi gente tirando fotos dos seus carros brancos de geada, hoje pela manhã. Mas qual a novidade de geada em pleno inverno?

O mundo véio tá virado!

***

Já, ontem, estive em Caxias do Sul, visita rápida. Embora a crise tenha trazido transtornos para a cidade, que a bem da verdade mal conhecia a palavra desemprego, ainda acho um município organizado, com senso de planejamento e concepção urbana.

As cidades da região metropolitana não têm isso, por exemplo. Lá na entrada da rua tem uma placa com o nome. Em todas em que já passei. E o centro tem ordem. Lugar de carro é numa pista e de ônibus é em outra. 

Estava mais frio, obviamente. Mas Caxias do Sul me trás uma ideia interessante de futuro.

***

Sugeri, ontem, em uma conversa que o facebook tinha criado uma legião de imbecis funcionais. Na realidade, não criou, apenas apresentou para o mundo. Eles sempre existiram, mas não tinham coragem, em sua maioria, para se apresentar em público. Já agora, atrás de um computador, em lugar muitas vezes não sabido, fica mais fácil. Se a bobagem for muito acintosa, basta apagar. Simples, como a vida, não acham?

O mundo véio tá virado e ponto final.

sexta-feira, 14 de julho de 2017

Festa do Pinhão

Começa hoje o segundo, e último, fim de semana da Festa do Pinhão em São Chico. Desta vez não me farei presente, por motivos pessoais e familiares. Não sei se já não tinha ido em alguma festa antes, mas, das 21 edições, devo ter estado em quase todas. 

Nem por isso, todavia, deixarei de convidar a todos para se dirigirem aos campos dobrados de São Chico, fins de aproveitar e degustar o patrono da festa, o pinhão.

No campo da boa e velha música gaúcha, hoje tem Os Tiranos e domingo, no encerramento, Volnei Gomes e grupo Cantando o Rio Grande.

Duas baitas opções!

***

Prevê a meteorologia que o nosso veranico vai acabar e uma forte onda de frio, que deve trazer, inclusive, a tão festejada neve, está chegando a galope, a partir do domingo.

Segunda-feira cedo estarei em São Chico.

"Não podemo se entregá pro home."

Subo a serra de PALA e cuia. hahahaha

***

Ontem estive em Gramado. Volto a elogiar a cidade que, do turismo, criou sua fonte de renda principal. Mostra como se faz e que dá para fazer.

Acorda São Chico!!!

***

Senhoras e senhores, indico-lhes a Festa do Pinhão, no parque Davenir Peixoto Gomes - a Balança, em São Francisco de Paula/RS.

E um bom final de semana.

terça-feira, 11 de julho de 2017

Meu pensamento ousado.

Mas por pouco eu não perco o prumo. De última hora tive de fazer umas corridas pelo Rio Grande e quase não deu tempo de chegar a tempo, com o permisso da velha e boa redundância.

Mas se bamo...

***

Fica até difícil de falar algo sobre a nossa política. Hoje foi aprovada a Reforma Trabalhista, com alguns pontos interessantes e outros perigosos. Muito perigosos.

Só o tempo vai dizer quem teve razão.

Mas me parece que a julgar a situação do país, esta aprovação foi, de fato, na surdina.

***

Ao menos por uns dias, a questão da reforma trabalhista cria uma cortina de fumaça em torno da situação delicada do Presidente que, agora, parece estar sendo fritado inclusive pelo Presidente da Câmara, seu eventual sucessor.

Ouso arriscar que entramos em agosto com um novo Presidente. E lá se vai mais um pouco da República.

***

Dizem que o melhor do brasileiro é sua alegria. Também ouso dizer que é o pior.

Me parece que com isso perdemos o senso de indiguinação com as coisas erradas, simplesmente por achar que tudo pode ser resolvido com festa.

Não sei. Mas acho que vamos cruzar uma geração até termos chance do país ter algum futuro novamente.

***

É ver para crer.

Boa semana a todos.

sexta-feira, 7 de julho de 2017

Chasque para um começo de julho

Permisso, paysanos, porque hoje falarei por aqui brevemente. Muita corrida, nos últimos dias, o que me impede de dedicar, de corpo alma, ao menos um quarto de hora para tecer alguma prosa ao pé da orelha com os amigos e amigas.

Entonces, vamos chasqueando.

***

Começa hoje a 21ª edição da Festa do Pinhão, em São Francisco de Paula/RS. Este ano o evento volta ao Parque Davenir Peixoto Gomes, a popular Balança.

***

Na próxima terça-feira tem João Luiz Corrêa e grupo Campeirismo na Sociedade Gaúcha de Lomba Grande, em Novo Hamburgo/RS.

***

Por falar em Lomba Grande, no mesmo local amanhã os meus amigos do grupo Chão Gaúcho animarão um grande fandango.

***

Já estão sendo vendidos os ingressos para o baile do projeto Tchê Garotos Origens, que reunirá a formação original do grupo de Porto Alegre. O evento será no Clube Farrapos, dia 12 de agosto.

***

Retorna ao palco, hoje, na Festa do Pinhão, meu amigo Jardel Borba, após luta contra aquela doença cretina que me nego a dizer o nome. Ele vem agora com um projeto voltado a música gospel, preservando a nossa tradição gaúcha. Saúde e sucesso, grande amigo!

Abraço e bom final de semana a todos.

terça-feira, 4 de julho de 2017

Independência e pobreza(de espirito)

Hoje é o dia da independência dos Estados Unidos. Fazem eles dessa data sempre belíssimas comemorações; são extremamente patriotas e orgulhosos de sua história. Você até pode não gostar dos EUA, mas é preciso respeitar a sua independência, com o perdão do trocadilho.

Quase igual ao nossa amor, enquanto brasileiros, por nossa pátria. Como, então, querer que o Brasil seja um país pujante se seus filhos não lhe amam?

Nesse ponto, precisamos copiar os norte americanos e muito.

A propósito, o povo brasileiro sabe o dia da nossa independência?

Nós, gaúchos, certamente temos um ideal mais estreito para com o patriotismo e o orgulho por ter nascido nesse chão. Está longe do ideal, mas é bem mais parecido com o que deveria ser.

Pobre Brasil!

***

Por falar em independência, assisti este final de semana a continuação do filme Independence Day. Sorte a minha que passou na tv a cabo e não gastei para assistir (diretamente). 

É um filme digno de sessão da tarde e só.

***

Soube que a Polícia Federal desbaratou uma quadrilha que visava fraudar concursos públicos e certames do gênero. Não sei o que é pior...

Aliás, sei, quem paga para adentrar no serviço público pelo salário e estabilidade, e não pela vocação.

Sem chance do Brasil dar certo.

Pobre Brasil!

***

Por falar em televisão, vi de relance esses dias uma propaganda do governo do estado mostrando os “feitos” da secretaria de segurança.

Patético.

Um monte de gente segue morrendo de graça dia após dia.

Hoje o Governador fez coletiva para anunciar concurso com mais de 6 mil vagas. Edital sai em 30 dias. Sério, porque não convocou coletiva já com o edital em mãos?

Pobre Rio Grande!



Boa semana a todos.